Archive for fevereiro, 2008

Ciclo 9 – Rebeldia

Written by on fev 19 2008 | programação

Queridos amigos, em março o Cineclube Beloca traz no Ciclo 9, o tema Rebeldia.

A interação com o público presente em cada ciclo do Beloca tem nos indicado um rumo para a próxima programação. Procuramos manter uma “pauta de reflexão” ao invés de simplesmente programarmos bons filmes, aleatoriamente. Essa pode ser a magia do nosso espaço. Assistir criticamente. Comentar. Perceber as cores do vento. Uma cinéfila comparou a relação que tinha com o cinema como alguém que olha para o céu pela primeira vez, sem saber de constelações, galáxias, planetas, satélites, meteoros, buracos negros e big bang. “O contato com o cineclube ampliou o meu entendimento do universo cinematográfico”, diz ela.
O Ciclo 9 pretende homenagear a busca da liberdade através de personagens anárquicos, intuitivos, irreverentes, de sangue quente. Dois clássicos (Antonioni e Coppola) e um lançamento. Uma delícia.


Zabriskie Point
04/03/08
20 horas – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal
Zabriskie Point
Michelangelo Antonioni
EUA/cor/1970/110 min

Retrato da América nos anos de 1960 visto pela perspectiva de dois jovens: a garota Daria, estudante de antropologia que está ajudando a construir uma cidade no deserto de Los Angeles; e Mark, rapaz que largou os estudos e está sendo procurado pela polícia sob suspeita de ter assassinado um policial durante um tumulto estudantil.


Rumble Fish
11/03/08
20 horas – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal
O Selvagem da Motocicleta (Rumble Fish)
Francis Ford Coppola
EUA/1983/94 min

Numa pequena cidade industrial do interior dos Estados Unidos, o jovem Rusty James (Matt Dillon) vive à sombra da fama de um irmão ausente (Mickey Rourke), conhecido por todos como “O Motoqueiro”. Praticamente sem família nem amigos, Rusty sequer tem identidade própria, sendo conhecido por todos como “o irmão do Motoqueiro”. Até que uma grande rivalidade contra uma das gangues fará com que Rusty mude todos os rumos de sua vida.

Mais informações:

Cinereporter
Cineplayers
Screamyell


Piaf
25/03/08
20 horas – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal
Piaf, um Hino ao Amor (La Môme)
Olivier Dahan
França/UK/Tchecoslováquia/cor/2007/140 min

Conta a história real da intérprete de canções como La Vie en Rose e Non, Je Ne Regrette Rien. A idéia do filme nasceu quando o diretor Oliver Dahan viu uma foto da juventude de Edith e percebeu que quase ninguém sabia nada sobre essa época de sua vida. Devido a inúmeros problemas, como o envolvimento com cafetões ou uma suspeita de assassinato, ela raramente falava sobre antes de se tornar a famosa Edith Piaf. O sobrenome artístico ela recebeu por seu tamanho, apenas 1,42 m. Piaf, em francês, é pardal. Vencedor de dois Oscars 2008: Melhor atriz e Maquiagem.

Comentários desativados em Ciclo 9 – Rebeldia for now