Archive for maio, 2009

Ciclo 24 – Preciosidades

Written by on mai 21 2009 | .

Os 5 filmes exibidos em junho, tem a curadoria do cinéfilo Toninho Gregório, frequentador do Beloca.

02/06/09

terça feira 20h – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal

O Homem da Linha (De Wisselwachter)

Jos Stelling
Holanda/1986/97 min

Jos Stelling dá um clima de tensão e claustrofobia a partir da obsessão de um homem solitário por uma mulher. Ele vive isolado numa estação de trem, praticamente deserta, onde uma viajante desce desavisadamente, pensando ser seu ponto de chegada. Os trens param ali raríssimas vezes, assim ela é obrigada a conviver com aquele estranho que nunca teve contato íntimo com uma mulher. A presença dela destrói o equilíbrio pessoal que ele havia construído durante anos, formando um trampolim para vários acontecimentos humorísticos e dramáticos. Prêmio do Público da 10ª Mostra de São Paulo.

09/06/09

terça feira – 20h – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal

Feios, Sujos e Malvados (Brutti, Sporchi e Cattivi)
Ettore Scola
Itália/1976/115 min

Giacinto (Nino Manfredi em grande atuação) mora com a esposa, os dez filhos e vários parentes, num barraco de uma favela de Roma. Todos querem roubar o dinheiro que ele ganhou do seguro, por ter perdido um olho quando trabalhava. A situação fica ainda pior quando ele decide levar uma amante para dentro de casa.

Feios, Sujos e Malvados é uma comédia social corrosiva, em que Scola dialoga, de maneira brilhante, com Accattone – Desajuste Social, de Pasolini.

16/06/09

terça feira – 20h – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal

Dança com Lobos (Dances with Wolves)
Kevin Costner
EUA/1990/180 min

Durante a Guerra Civil Americana, o jovem Tenente John Dunbar (Kevin Costner) protagoniza um ato heróico e, por sua opção, vai servir em uma região infestada de índios. Ao invés de participar de algum extermínio, ele consegue uma ousada aproximação com os nativos, descobrindo sua cultura, costumes e seu modo de comunicação.
Vencedor de 7 Oscar, incluindo Filme, Diretor, Roteiro Adaptado e Fotografia.

23-06- 09

terça feira – 20 horas -Sala Dilo Gianelli- Theatro Municipal

Um Corpo que Cai (Vertigo)
Alfred Hitchcock
EUA/ 1958/128 min

Em São Francisco, James Stewart interpreta um detetive com medo de altura, contratado para seguir a esposa de um amigo (Novak) com tendências suicidas. Após resgatá-la de uma queda na baía, ele se torna obcecado pela bela e atormentada mulher.
Um dos mais arrepiantes romances do cinema, apresenta uma fascinante miríade de inusitados ângulos de câmera de algumas das mais renomadas paisagens de São Francisco.
Considerado por muitos a maior realização do diretor Alfred Hitchcock.

30/06/09

terça feira – 20h – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal

Taxi Driver (Taxi Driver)

Martin Scorsese
EUA/1976/113 min

Travis Bickle (Robert DeNiro) é um jovem veterano do Vietnã, que volta para as ruas de Nova York trabalhando como motorista de táxi. Conhecendo melhor todos os podres das vielas da cidade, seu caminho se cruza com o das jovens Betsy (Cybill Sheperd) e Iris (Jodie Foster), uma prostituta de apenas 12 anos, o que o faz se revoltar com tudo e com todos, explodindo sua raiva e violência que sempre demonstrou ter. Ele planeja um atentado contra um senador e, sozinho, ainda bate de frente com os cafetões

Comentários desativados em Ciclo 24 – Preciosidades for now

Ciclo 23 – F35stival SESC Melhores Filmes 2009

Written by on mai 04 2009 | .

Em maio, o Beloca se inspira e apresenta alguns dos melhores filmes exibidos na Mostra do Cine SESC em 2009.

05/05/09

20h – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal

Vick Cristina Barcelona

Woody Allen
EUA/2008/96 min

No filme Vicky Cristina Barcelona, o diretor americano Woody Allen descomplica o amor por lhe aceitar a irracionalidade.
É o primeiro filme que Woody Allen roda em Barcelona, na Espanha e é estrelado por Penélope Cruz, Scarlett Johansson e Javier Bardem
A trama acompanha Vicky (Rebecca Hall) e Cristina (Johansson), duas jovens americanas que passam um verão na Espanha e se envolvem amorosamente com um pintor (Bardem) e a desvairada ex-mulher dele, personagem de Penélope Cruz que foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante.

12/05/09

20h – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal

O Signo da Cidade

Carlos Alberto Riccelli
Brasil/2007/95 min

Enquanto astros e estrelas se movem pelo céu de São Paulo,  atirando sua mágica ao acaso, homens e mulheres perguntam o que será de seus sonhos e desejos. Gil está casado e só. Lydia flerta com o perigo. Josialdo nasceu para ser mulher. Mônica só quer se dar bem. No programa noturno de rádio em que atende ouvintes anônimos, a astróloga Teca se vê entre os anseios dos outros e seus próprios problemas. Aos poucos, o destino enreda a todos numa única teia. Na luta para romper o isolamento e achar o rumo da redenção, eles vão descobrir o poder transformador da solidariedade.

19/05/09

20h – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal

Leonera

Pablo Trapero
Argentina/Corea do Sul/Brasil/2008/113 min

Leonera não é um filme fácil. Não oferece respostas, certezas, convicções. A protagonista está presa e o espectador não sabe se ela é culpada ou não. Nem o espectador, nem ela mesma. Mas este não é um filme sobre um crime, nem muito menos uma viagem infernal sobre as agruras do sistema carcerário argentino como pode parecer, mas o retrato quase documental de uma mulher em sua jornada para continuar. O filme acompanha a protagonista na nova fase de sua vida, que vai mudar sua maneira de encarar o mundo, de lidar com sua mãe, de reconhecer o amor. Nesse meio tempo, Pablo Trapero lança reflexões sobre a Argentina, sobre a maternidade, sobre a forma como as coisas devem ser. É um longa universal que parte de um cenário fechado entre quatro paredes (e algumas barras de ferro). Martina Guzman, a mulher do diretor, surpreende do papel principal, garantindo o tom sóbrio ao filme. E Rodrigo Santoro, em sua participação pequena, mais uma vez depura seus dons de intérprete num papel dúbio e complexo. Mas possivelmente o êxito de Leonera vem de como Trapero consegue explorar tantos temas sem buscar ser definitivo sobre nenhum deles. O diretor não está interessado no caminho fácil de revelar, denunciar e muito menos julgar o governo, a polícia, a justiça. Seu olhar é questionador e, por isso, muito mais inteligente.

26/05/09

20h – Sala Dilo Gianelli – Theatro Municipal

Na Natureza Selvagem

Sean Penn
EUA/2007/148 min

Após concluir seu curso na Emory University, o brilhante aluno e atleta Christopher McCandless abre mão de tudo o que tem e poderia ter numa bela carreira. Doa todas as suas economias – cerca de US$24 mil – para caridade, coloca uma mochila nas costas e parte para o Alasca a fim de viver uma verdadeira aventura. Ao longo do caminho, Christopher se depara com uma série de personagens que irão moldar sua vida para sempre.

2 comentários for now